domingo, 31 de agosto de 2008

Capitão Brasil no 35º Salão de Humor de Piracicaba



Depois de 11 anos fazendo quadrinhos, seis anos encarando quadrinhos como uma possível profissão e quatro anos tentando, finalmente eu consegui ser selecionado no Salão Internacional de Humor de Piracicaba. Nessa 35ª edição do salão, fui selecionado na categoria “Tiras”, com os quadrinhos do Capitão Brasil, uma sátira aos super-heróis e do nosso contexto político atual.
Fiquei muito feliz ao saber, afinal de contas, o Salão de Piracicaba é o maior e o mais antigo do país. Por lá passaram cartunistas que hoje são medalhões, como Laerte, Glauco, Angeli, Caruso, Adão, Santiago e vários outros.
Nesse ano foram 2010 inscrições vindas de 42 países e 21 estados brasileiros. Os meus trabalhos passaram pelas mãos do juri que eram nada mais, nada menos do que Carval, Erico San Juan, Jal (um dos fundadores do salão), Luciano Veronezi, Paulo Caruso (que dispensa comentários, o cara é um gênio!) e Ruy Jobim, além do jornalista Paulo Ramos. Meu humilde trabalho vai ficar exposto ao lado de grandes nomes das artes gráficas do mundo todo, como Dálcio Machado, Lézio Custódio Jr, Ronaldo Cunha Dias e o vencedor da minha categoria: Walmir Américo Orlandeli ou só Orlandeli, pai do Grump, que publica tiras por aqui na Folha da Região.

2 comentários:

Blog do Cláudio Henrique disse...

Grande amigo Ronaldo. Cara, fico feliz de sua nobre obra estar exposta no salão do humor, que é um dos maiores do Brasil no gênero. Sua capacidade de ironizar e de criar situações cômicas perante à realidade medonha, faz do seu talento um ícone, que mesmo ainda nao reconhecido dará muitos frutos. Sucessos.

ms.studio.textoeimagem@gmail.com disse...

http://fotolog.terra.com.br/capitaobrasil/
http://wwwmsstudiotwotextoeimagem.blogspot.com/
http://picasaweb.google.com.br/ms.studio.textoeimagem

 
Versão mais recente do código de monitoramento do Google Analytics